Blood Money

A “ESTAÇÃO LUZ FILMES” LANÇOU“BLOOD MONEY – ABORTO LEGALIZADO” EM PORTUGAL, EM COLABORAÇÃO COM O CENTRO CULTURAL NUNO ÁLVARES PEREIRA

“Blood Money – The Business of Abortion”, no original, é uma produção independente, realizada pelo norte-americano David Kyle, que se deslocou a Lisboa para a ante-estreia, no dia 8 de Maio de 2014.

O polémico documentário, de 75 minutos, é a primeira incursão de Kyle no cinema. Segundo Luís Eduardo Girão, diretor da “Estação Luz Filmes”, que adquiriu os direitos de distribuição para Portugal, “Blood Money – Aborto Legalizado”, pretende atrair o público revelando a experiência prática dos EUA, onde o aborto é legal há 40 anos.

Mostra “de que forma as estruturas médicas disputam e tratam a sua clientela, os métodos aplicados pelas clínicas para realização do aborto e o destino do lixo hospitalar, entre outros temas”, conta Girão.

Denuncia ainda a prática da eugenia e do controle da natalidade por meio do aborto e trata aspectos científicos e psicológicos relacionados com o tema, como o momento exacto em que o feto é considerado um ser humano e se há ou não sequelas para a mulher que se submete a um aborto.

“Blood Money – Aborto Legalizado” conta com depoimentos de médicos de e outros profissionais de saúde, de pacientes, de cientistas e da activista de movimentos negros, Alveda C. King, sobrinha do pacifista  Martin Luther King, que também apresenta o documentário.

Segundo o diretor da “Estação Luz Filmes”, o amplo esclarecimento que o documentário oferece foi o que motivou a sua produtora a adquirir os direitos de distribuição. “É  a primeira vez que o cinema trata o assunto desta forma, tirando-o da invisibilidade…Acreditamos que vá atrair diversos segmentos sociais e pessoas sensíveis a essa questão, sejam elas contra ou a favor da legalização do aborto..”.

http://bloodmoney.com.br/

“Blood Money – Aborto Legalizado”

Além das Nuvens

 

Foi exibido no Fórum Municipal do Seixal, no dia 19/05/2012, o documentário “Maybe I Should Have”.

Realizado por Gunnar Sigurdsson, um encenador que se transformou em activista político, o filme aborda as questões do colapso económico da Islândia e a procura de respostas para a crise. Trata aspectos tão variados como o sistema financeiro internacional, a corrupção, a privatização da banca, os paraísos fiscais, a acção do governo e os movimentos de cidadãos.

A exibição contou com a presença do realizador  e com os comentários do Professor Fernando Branco, da Universidade Católica Portuguesa.

Este documentário inaugurou o ciclo de cinema “Além das Nuvens”, organizado pelo Centro Cultural Nuno Álvares Pereira, com o apoio da Câmara Municipal do Seixal e da APORDOC – Associação Pelo Documentário.

Aproveitando a passagem de Gunnar Sigurdsson por Portugal, realizou-se uma master class para os alunos da licenciatura em Cinema Documental (Esc. Sup. Tecnologia de Abrantes) e o filme integrou o Cine Video Expo Lisbon, da Universidade Lusófona.

O realizador concedeu duas entrevistas, cuja leitura recomendamos:

  1. Comércio do Seixal e Sesimbra, 31/05/2012
  2. Jornal de Negócios, 01-06-2012

 

650º aniversário do nascimento de Nuno Álvares Pereira

A Fraternidade Nuno Álvares – Região de Setúbal promoveu uma exposição, entre 6 e 13 de Novembro de 2010, na Igreja de Santiago – Castelo de Palmela, no âmbito do 650º aniversário do nascimento do patrono da associação.

Mais detalhes no blog da FNA – Região de Setúbal.

O Centro Cultural Nuno Álvares Pereira colaborou nesta iniciativa.

Publicidade Institucional produzida pelo Centro Cultural Nuno Álvares Pereira para a RTP

Agradecimentos:

  • Vitor Alves Lopes (edição de imagem)
  • Paulo Fragoso (locução)
  • Sr. Rui David (RTP)
  • Sr. Jorge Carmo/ConceptMedia (transcrição)

 

Castelo de Palmela. Foto: Rui Tomé - http://olhares.aeiou.pt/Tucfak

Mais fotos no Facebook

D. Nuno Álvares Pereira – O Legado, as Batalhas, as Representações

Exposição E.P.I

A Escola Prática de Infantaria preparou uma exposição dedicada ao seu patrono, Nuno Álvares Pereira. Participaram mais de vinte entidades que, tal como o Centro Cultural Nuno Álvares Pereira, estão ligadas ao Santo Condestável.

A exposição foi organizada em três áreas distintas:

- O Legado de Nun’ Álvares, onde se procurou pôr em evidência a abrangência da influência dos valores representados pelo Condestável, através de expositores das diferentes entidades.

- As Batalhas de Nun’Álvares, que incluiu a demonstração virtual e audiovisual das suas três principais batalhas: Atoleiros, Aljubarrota e Valverde;

- As Representações onde, para além das suas Relíquias, estiveram patentes diversas obras artísticas, retratando o Condestável.

A exposição foi inaugurada no dia 14 de Agosto de 2009, Dia da Arma de Infantaria e da Escola Prática de Infantaria. Manteve-se aberta ao público até 27 de Setembro de 2009.

O Centro Cultural Nuno Álvares Pereira agradece à Escola Prática de Infantaria, particularmente ao Sr. Tenente-Coronel João Ribeiro, o convite,o auxílio prestado na preparação do expositor e a cedência da demonstração audiovisual da Batalha de Valverde.

À direita: estátua em bronze, de António Maria Ribeiro (Museu Militar de Lisboa). Ao centro: estátua em madeira, de Soares Branco (Escola Prática de Infantaria)

Mais fotos no Facebook

 

 

 


Workshop sobre Nuno de Santa Maria

No âmbito do acampamento A3 Jovem, no dia 06-06-2009, o Centro  Cultural Nuno Álvares Pereira organizou vários workshops sobre a vida de Nuno de Santa Maria.

Felicitamos a Diocese de Setúbal por este oportuno acampamento e esperamos que se repita, cada vez com mais qualidade.

Elementos do Centro Cultural Nuno Álvares Pereira com um dos grupos participantes e com o Pe Miguel Alves

Elementos do CCNAP com um dos grupos participantes e com o Pe Miguel Alves

Concurso “À Descoberta de Nun’Álvares”

À Descoberta de Nun'Aĺvares

No âmbito da canonização do Beato Nuno Santa Maria, o Centro Cultural Nuno Álvares Pereira realizou, com o apoio do SDPJ de Setúbal e da Planeta Editora, um concurso de criação audiovisual.

Intitulado “À Descoberta de Nun’Álvares”, consistiu na criação de uma apresentação multimédia retratando a vida de Nuno Álvares Pereira, desde o seu nascimento até à sua morte.

O concurso foi aberto a todos os jovens, dos 12 aos 17 anos, inclusive, da Diocese de Setúbal e das escolas do concelho do Seixal.

Estipulou-se como prémio a criação de um DVD de divulgação (à semelhança do que foi feito em “O Evangelho Segundo Marcos”), tendo por base a apresentação vencedora, além da oferta de diversos livros sobre Nuno Álvares Pereira.

Infelizmente, o material que chegou até ao Centro Cultural Nuno Álvares Pereira não permitiu cumprir o propósito de produzir um DVD. Não conjugou convenientemente imagem, texto e som. Não serviu, como desejaria o CCNAP, como ponto de partida para um trabalho mais profundo.

Contudo, porque o esforço também deve ser premiado, entendeu a equipa do CCNAP atribuir os livros sobre Nuno Álvares Pereira às alunas da Casa de Nossa Senhora da Saúde, de Setúbal. O seu pequeno filme revelou interesse pelo tema, capacidade de trabalho num formato multimédia e bom-gosto, lamentando-se apenas que as imagens escolhidas não remetessem para Nun’Álvares.

Uma palavra de apreço também para os alunos do 5º Ano, turmas B, C e D da Escola E B 2,3 de D. António de Ataíde, de Castanheira do Ribatejo . Embora não concorrendo, enviaram ao CCNAP fotos dos pequenos painéis onde homenagearam NunoÁlvares Pereira, no contexto da disciplina de História e Geografia de Portugal. Sob a coordenação da Professora Fernanda Cameirão, desenvolveram um trabalho que teve por titulo “D. Nuno Álvares Pereira: um Santo do século XXI”.

Um santo cuja canonização ocorreu, como estes alunos salientaram, um dia depois de uma outra data histórica para Portugal. Data que, curiosamente, teve como cenário marcante o que resta do convento do Carmo, por ele fundado

Este concurso contou com o apoio da

Vorazmente Teu

Cartaz da “Lantern Theater Company”

“Há dois erros, iguais e opostos em que a nossa raça pode incorrer quando de demónios se trata. Um é descrer da sua existência. Outro é crer nela e sentir por eles um interesse doentio”

C.S. Lewis,
in Vorazmente Teu

O Centro Cultural Nuno Álvares Pereira produziu, em colaboração com a Net Radio Católica, o áudio livro Vorazmente Teu (The Screwtape Letters).

Em Vorazmente Teu¸ Escritorpe, demónio veterano, escreve cartas ao seu jovem sobrinho Absintox, um tentador em início de carreira, aconselhando-o sobre a melhor forma de conquistar o coração de determinado ser humano.

Carlos Grifo Babo traduziu o original de C. S. Lewis para português.

A edição foi da Grifo, Editores e Livreiros.

José Nogueira Ramos deu voz a Escritorpe.

Benção de Finalistas de Setúbal

«Em resumo, sentis o apelo à felicidade, vedes à vossa frente um mundo grande a construir, vedes o desafio de ser diferentes, vedes muita gente com os olhos postos nas vossas capacidades, mas também sentis a par das vossas muitas capacidades a vossa fragilidade diante de tantas dificuldades que é preciso superar. E perguntais: serei capaz de ser diferente? Vale a pena sonhar e lutar por um mundo melhor? Onde encontrar luz e coragem para ir mais longe?»

+ D. Gilberto Reis, Bispo de Setúbal

O Serviço Pastoral do Ensino Superior de Setúbal, em conjunto com o Centro Cultural Nuno Álvares Pereira, lançou um DVD com a cerimónia de Benção dos Finalistas, em 2008.05.25.

Referendo ao Aborto

 

O Centro Cultural Nuno Álvares Pereira organizou, em 2007.01.13,  um debate sobre o aborto, na Soc. Filarmónica Timbre Seixalense,

Da esquerda para a direita: pelo Não, Cláudio Anaia e Jacinta Oliveira; Cristina Branco, moderadora; pelo Sim, Paula Santos e Joaquim Judas.

O debate contou ainda com a participação de representantes do PS, PCP, BE e Partido Ecologista “Os Verdes” e de um grande número de elementos do público.

Santo António e a Cultura Portuguesa

Realizou-se no dia 15 de Julho de 2006, na Ass. Náutica do Seixal, a tertúlia “A Influência de Santo António na Cultura Portuguesa”. Organizada pelo Centro Cultural Nuno Álvares Pereira, contou com a presença do padre franciscano Professor Carreira das Neves.

Segundo o Pe. Carreira das Neves, é extraordinário que Santo António seja um santo de devoção popular. António de Lisboa foi um homem erudito, fluente no Latim e conhecedor das ciências da época. O humilde Francisco de Assis, companheiro de António seria um candidato mais natural.

Contudo, há aspectos da vida de Santo António que o ligam ao povo, sobretudo aos mais humildes. Antes de ser intelectualmente reconhecido, atendeu os pobres, à maneira franciscana. Nos seus célebres sermões, atacava as injustiças e os poderosos. E, mesmo quando convidado para a sua mesa, não os deixava de corrigir.

É impossível comprovar a veracidade de muitas das histórias em torno do santo. Mas os aspectos mais importantes da vida de Santo António estão hoje bem vivos. A cultura e a coragem do Santo (como lhe chamam os italianos) foram herdadas pelos franciscanos e divulgadas por todo o mundo. Santo António é o português mais conhecido no mundo e o santo mais universal. Actualmente, até as grávidas muçulmanas lhe pedem protecção!